Eu só quero é viver, esquecer os problemas, ou boa parte deles. sorrir sem ter motivo, estar perto de quem eu amo, errar, acertar, aprender, criar, me divertir. sonhar, realizar, desejar, cuidar, ter carinho, dar carinho, se doar. ter amigos de verdade, falar bobeira, ouvir a mesma música sem parar, rir lembrando o passado e não chorar pelo que passou. quero não ter medo, quero ser livre. viver feliz, curtir as pequenas coisas da vida. lamentar pelo que realmente importa ou nem lamentar, já não se pode mudar tudo. vou apenas seguir meu destino de cabeça erguida, de peito aberto. sendo eu mesma sem me importar com que os outros pensam, sem me importar com o que os outros falam. afinal, os outros, são só os outros ...*

sábado, 14 de abril de 2012



''Mistura aí: vodka, limão e gelo que isso sim adoça a minha vida! Eu quero um pouco de sacanagem, rir com meus amigos e dançar sem parar. Quero chegar em casa podre de cansada de tanto ser feliz, quero andar na rua rindo sozinha lembrando a farra de ontem. Me pega com vontade, puxa meus cabelos e aperta as minhas costas bem forte. Gosto de coisas quentes, sobre o amor tranqüilo depois a gente conversa. Admiro a simplicidade, mas hoje eu quero extravasar! Gargalhar bem alto, dormir até o corpo doer, comer minhas barras de chocolate e escutar minha música preferida no último volume. O exagero me persegue. Cadê o meu vestido vermelho que não acho? O melhor da festa é o antes, já to quase saindo, mas antes uma voltinha na frente do espelho, porque eu tô me sentindo! E, na boa, não me fala de romance agora, porque não é o momento. Cara, amanhã quem sabe eu te ligo e a gente dá aquela volta, mas hoje me deixa na minha. Sozinha, louquinha, desvairadinha, me deixa ser minha, minha, só minha...''

Nenhum comentário: